quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Bad Religion e seu disco com canções Natalinas.



Um das maiores bandas de punk do mundo o Bad Religion lançou no final de outubro de 2014 um disco incrível com canções de Natal que é um verdadeiro arregaço.
Como o nome de "Christmas Songs" o álbum trás 8 canções natalinas cantadas pelo e líder do grupo Greg Graffin - que hoje já é um senhor de idade - mas que ainda canta com a sua voz marcante quase que intocada pelo tempo.

Outra curiosidade muito bacana é a capa do disco (acima). A foto usada é a famosa "New Shoes" tirada na Austrália depois da guerra que mostra um menino recebendo todo feliz um par de sapatos usados - porém novos para ele - Isso sim é uma capa de disco de banda Punk!
E para musicar o post escolhemos uma apresentação ao vivo feita no programa americano do Conan O'Brien com a música "O Come,O Come Emmanuel".
Confira!

              Bad Religion “O Come, O Come, Emmanuel''


sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Em seu primeiro trabalho solo Mano Brown com sua cara de mal não pratica "estelionato musical" praticado por duplas e cantoras bonitinhas que aparecem na tv e tocam nas rádios sem parar.




Como é maravilhoso colocar seu headfone, dar o play no seu dispositivo de música digital e escutar uma disco honesto, feito de adulto para adultos. Esse é o caso do novo trabalho de Mano Brown chamado "Boogie Naipe".

Brown com sua "cara de mal" é um dos pucos artistas de expressão nacional que flutuam na mídia dos dias de hoje que não pratica o estelionato musical em seus trabalhos. Ele sabe exatamente o que está fazendo utilizando seu vasto conhecimento musical - principalmente do RAP, do R&B e da Soul Music - para nos brindar comum disco repleto de participações especiais como: (Lino Krizz, Seu Jorge, Carlos Dafé, Wilson Simoninha, Max de Castro e Leon Ware, entre outros)

Boogie Naipe chega com 22 faixas focadas na sonoridade do "final dos anos 70 início dos 80" e que é definido pelo rapper como "um disco de música negra", mas que ainda sim é "um disco de rap", talvez pela soma do instrumental, da sonoridade e a forma de cantar de Brown, que permanece cadenciada.

Confira duas faixas do que é na minha desqualificada opinião o disco do ano.


               Mano Brown - Dance, Dance, Dance (feat. Don Pixote, Seu Jorge) 





          Mano Brown - Mulher Elétrica (feat. William Magalhães)




quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Raul é melhor que Elvis. Oh Yeah!


"Falta de cultura pra cuspir na estrutura"...Raulzito sempre esteve certo!

Teste para alunos de 15 anos em 70 países trouxe resultados constrangedores ao Brasil.

Veja:  https://globoplay.globo.com/v/5496847/


            Raul Seixas - Não Fosse o Cabral


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

#CrimeFreeChristmas - Por um Natal sem Crimes




Em 1981 Carlene Davis lançou o single 'Santa Claus, Do You Never Come To The Guetto?' . Produzido pelo lendário Tommy Cowan e 35 anos depois, Chronixx realiza sua versão como parte do projeto 'Crime Free Christmas' que tenta chamar a atenção por meio da música para a questão da violência generalizada que assola nossa sociedade.

Segundo o idealizador do projeto o produtor musical Lamont Savory os músicos e artistas não podem lutar diretamente contra o crime, mas podem usar sua influência para ajudar na mudança de corações, mentes e comportamentos.

"Nossa mensagem é para encorajar e inspirar as pessoas a fazer o que puderem para em ordem resolver a questão do crime na sociedade e não foi difícil convencer ninguém a apoiar nossa visão", relata o produtor.

Quer saber mais?  https://www.facebook.com/thecrimefreeproject/


                 Chonixx -  Santa Claus Do You Never Come To The Gutto?




 Versão original de 1981 com Carlene Davis:


      Carlene Davis -  'Santa Claus, Do You Never Come To The Guetto?


terça-feira, 29 de novembro de 2016

Arnaldo Antunes


Caros leitores do Vitrola,
Acredito que essa música já fala por sí própria.

Quer ler mais?

Aqui está o site do Arnaldo Antunes e lá tem um texto bem melhor que o meu...."ACREDITEM!",rsrsrsrsrsrrsrsrsrsrsr.

Então veja:

Site Arnaldo Antunes